A ilha de Capri

Saindo de Baía de Nápoles, o trajeto pode demorar de 40 a 80 minutos dependendo do tipo de barco escolhido para atravessar aquele pedacinho de mar que separa Nápoles da ilha de Capri. Com 10 quilômetros quadrados de extensão, a ilha já chamava atenção por sua beleza desde da época do Império Romano quando foi descoberta no século I a.C. Ali se refugiavam imperadores, tornando-se a residência particular do Imperador Tibério (que não era bobo nem nada). Redescoberta por turistas do século XX, tornou-se um dos destinos mais cobiçados do verão Europeu.

DSCN0981Fomos na primavera de temperaturas mais amenas (frio para para os habitantes dos trópicos), e pontos turísticos menos disputados. Desembarcamos em Marina Grande no município de Capri. Lá você pode comprar os bilhetes para diversos passeios. Nosso hotel estava localizado no município Anacapri, situado na parte mais alta da ilha. A emoção já começa na subida.  Motoristas de ônibus habilidosos disputam espaço em estradas estreitíssimas de mão dupla: de um lado o paredão de pedra, de outro o penhasco que termina no belo azul do mar. Em curvas sinuosas, os ônibus esperam a passagem uns dos outros por falta de espaço. Retrovisores chegam a se encostar em manobras mais arriscadas. Já em Anacapri, o teleférico te leva ao Monte Solaro. A vista é indescritível, o melhor panorama da ilha. Prepare-se para tirar muitas fotos.

DSCN0985
Vista de Monte Solaro

 

DSCN0946
Caminhada para os Jardins de Augustus

De volta a Capri, uma bela caminhada com cenários exuberantes te leva ao Jardins de Augustus. Os terraços floridos sobre o mar mostram a diversidade da flora da ilha. Projetado no inicio do século XX para abrigar a mansão do industrialista alemão Friedrich Krupp, chamava-se inicialmente Jardins de Krupp, sendo rebatizado com o nome atual em 1918. Os famosos Faraglioni di Capri podem ser vistos la de cima e durante todo o percurso que te leva aos Jardins. O termo italiano se refere às rochas formadas por erosão no meio do oceano. No mar azul turquesa, os Faraglioni di Capri se transformam num belíssimo cartão postal. Eles podem ser apreciados também da Baía de Marina Piccola. Localizada no sul da ilha, como o próprio nome já diz, é o porto que recebe as embarcações menores. Ali você pode aproveitar algumas pequeninas praias. Passamos só para conhece-las de perto, pois o clima não estava muito propício para entrar na água.

DSCN0979
Minha mãe na Casa Rossa

O mais aguardado passeio na ilha era entrar na famosa Gruta Azul. Tentamos duas vezes. Na primeira, o mar mexido impossibilitou nossa aventura. A entrada possui apenas um metro de altura e dois de largura. O mar precisa estar calmo para que os barquinhos a remo te conduzam a essa obra de arte da natureza. A tonalidade azul brilhante da água é de tirar o fôlego. A gruta possui 50 metros de comprimento por 30 de largura, e era a piscina olímpica particular do Imperador Tibério (esse Tibério…). Na mitologia Romana, a gruta está associada a um santuário para as ninfas da água e várias estátuas foram encontradas no seu interior. Hoje elas fazem parte do acervo da Casa Rossa em Anacapri.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Por fim, não deixe de fazer um passeio no centro histórico tanto de Capri como de Anacapri. Lojinhas dividem espaço com lojas de alta costura. Restaurantes estão por toda parte e, é claro, uma igrejinha não podia faltar.

 

Escrito por

Nascida na capital federal, morei nos EUA, Itália e atualmente me encontro no país mais populoso do mundo. Isso mesmo, estou morando na China, mais precisamente na cidade de Hefei. Sinta-se a vontade para procurar essa pequena cidade (para os parâmetros chineses) de mais de 7 milhões de habitantes no mapa. Sou formada em Física pela Universidade de Brasília e PhD em astrofísica pela universidade de Roma. Sempre ávida por dividir conhecimento, não somente no campo das ciências, mas também as minhas experiências pessoais , preferências literárias, etc. O leque é muito grande, então por simplicidade, digamos que gosto de debater sobre tudo e sobre nada, sobre qualquer coisa der na telha.

Um comentário em “A ilha de Capri

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s