XinJiang

gobidesertSaindo de Hefei são aproximadamente 2900 quilômetros de viagem até Urumqi, a capital da região autônoma de Xinjiang.  A cidade é considerada a mais afastada de qualquer região costeira no mundo, estando a 2500 quilômetros do mar.  Circundada por desertos, a água chega por pequenos rios que correm a partir das montanhas nevadas de Tian Shan. Ali aconteceria a reunião para discutir nossos recentes trabalhos em cosmologia.  Ainda no avião, vemos o imponente Deserto Gobi que repousa silencioso, na maior região árida do continente Asiático.  Considerado o quinto maior deserto do planeta, ele cobre dois países, se extendendo pelo norte da China até o sul da Mongólia.

IMG_0210

mapa_xinjiangA província de Xinjiang é a maior das cinco regiões autônomas do país (além dessa, Guanxi, Mongólia Interior, Ningxia e Tibet), fazendo fronteira com a Mongólia a leste, com a Rússia ao norte, e a oeste pelo Cazaquistão, Quirguistão, Tajiquistão e Afeganistão. Em conjunto, Xinjiang, Tibet e Mongólia Interior ocupam quase a metade de todo território Chinês, mas menos de 10% da população. Com prevalência de minorias étnicas, os uigures constituem quase metade dos habitantes da região. Estão presentes na China 56 etnias, sendo a Han o grupo com maior número de representantes, constituindo mais de 90% da população de toda a China (incluindo, Hong Kong, Taiwan e Macau). Os uigures são um povo de origem turcomena, provenientes, principalmente, do Turcomenistão, Afeganistão e nordeste do Irã. Atualmente, eles são considerados o segundo maior grupo étnico muçulmano na China, depois da etnia Hui (culturalmente semelhantes a etnia Han, com exceção da prática do Islã). As peculiaridades do local já começam no avião onde a comissária de bordo anuncia o plano de vôo em três línguas: chinês, inglês e árabe.

Na chegada em Urumqi, nota-se imediatamente forte sistema de segurança, devido aos movimentos separatistas na região de Xinjiang. Esses grupos, liderados pelo movimento de independência do Turquestão Oriental,  afirmam que a região não é legalmente parte da China. Os conflitos datam de 1950, mas eventos recentes de atentados voltaram mais uma vez a atenção do mundo para os problemas enfrentados em Xinjiang. Na cidade, poucas pessoas falam o chinês fluentemente, alguns falam pouquíssimo.Para se ter uma idea, e para minha surpresa, as placas de trânsito são escritas em chinês, logo abaixo “traduzidas em pinyin “(guia de pronúncia das palavras chinesas em alfabeto latino), e ainda em árabe.

De carro, seguimos por uma hora. A conferencia foi marcada pelo nosso isolamento entre montanhas numa paisagem de tirar o fôlego. A poucos quilômetros dali, o Lago do Céu (tradução livre de Tian Chi, 天池) cobre quase 5 quilômetros quadrados e possui uma profundidade máxima de 105 metros. A água cristalina é proveniente do derretimento da neve da Montanhas do Céu (Tian Shan, 天山) que rodeiam o lago. Reza a lenda que a natureza ali foi a única testemunha do amor entre a rainha Xi Wang Mu e o rei Mu mais de 3000 anos atrás. No Parque Nacional Tian Shan Tian Chi, dois outros lagos menores completam o cenário natural, além do Templo Taoista construído entre 1127 e 1279. Cercado de uma atmosfera serena o templo oferece um excelente refúgio para “pensar na vida”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Escrito por

Nascida na capital federal, morei nos EUA, Itália e atualmente me encontro no país mais populoso do mundo. Isso mesmo, estou morando na China, mais precisamente na cidade de Hefei. Sinta-se a vontade para procurar essa pequena cidade (para os parâmetros chineses) de mais de 7 milhões de habitantes no mapa. Sou formada em Física pela Universidade de Brasília e PhD em astrofísica pela universidade de Roma. Sempre ávida por dividir conhecimento, não somente no campo das ciências, mas também as minhas experiências pessoais , preferências literárias, etc. O leque é muito grande, então por simplicidade, digamos que gosto de debater sobre tudo e sobre nada, sobre qualquer coisa der na telha.

Um comentário em “XinJiang

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s