Um pouco de história: Persépolis

Achaemenid_Empire-pt.svg
Império Persa

A Pérsia, um dos maiores impérios da antiguidade, mostrava sinais de altivez já no início do primeiro milênio antes de Cristo. Dário I conquistou um território que se estendia da Índia ao Egito no início século V a.C. Seu filho, Xerxes I, tentou invadir a Grécia, e ao tomar Atenas destruiu os santuários da Acrópole, mas sucumbiu à força dos gregos que mantiveram seu território, amargando, contudo, a afronta do maior e mais poderoso Estado que o mundo até então havia conhecido: o Império Persa Aquemênida. A releituras fictícias dessas batalhas foram eternizadas na tela do cinema em 300 e 300: A ascensão do Império, nos quais Xerxes I foi vivido pelo ator brasileiro Rodrigo Santoro.

Com o território esfacelado devido a competição com as potências industriais Européias na época dos impérios coloniais, os Persas podem ser encontrados em diversos países como Afeganistão, Tajiquistão, Uzbequistão, China e Irã, que até 1935 chamava-se oficialmente Persia. No coração do atual Irã, a capital cultural do país, Shiraz, abriga artistas, poetas e acadêmicos. Mas a cidade data de muito antes, e suas primeiras menções nos remetem a 2000 a. C. Um lugar mais que especial, notado muito tempo antes quando a 70 km dalí nascia a capital do Império Aquemênida. As ruínas de Persépolis, a cidade Persa, foi declarada como Patrimônio da humanidade pela UNESCO em 1979. Os desenhos abaixo representam como teria sido Persépolis no auge do Império (ilustrações retiradas do site Persepolis)

Este slideshow necessita de JavaScript.

A decadência da Pérsia era evidente em 401 a. C. Um então desconhecido Alexandre, após a morte de seu pai Felipe II da Macedônia (que governou a maior parte da Grécia), resolveu aproveitar o mal momento Persa e desembarcou seu exercito na Ásia menor em 334 a. C. A resistência do Império Arquemênida centralizou-se exatamente em Persépolis que foi invadida e conquistada por Alexandre, o Grande, que antes de completar 30 anos já possuía um dos maiores impérios da antigüidade. A Persia agora se rendia a Grécia. Acredita-se que como uma ato de vingança pela destruição dos santuários em Atenas um século antes, Alexandre incendiou Persépolis. O fogo que começou no Palácio Hadith, ocupado anteriormente por Xerxes I, se alastrou por todo o restante, enterrando de vez o domínio Persa. Ainda hoje nas escolas do Irã, Alexandre é visto como o grande vilão que destruiu o Império. Resquícios do incêndio ainda podem ser vistos nas ruínas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E nesse cenário histórico, uma caminhada por entre as colunas ainda erguidas da cidade que foi a capital do mundo, fechar os olhos e voltar no tempo há mais de 3000 anos, rejuvenesce a alma. O Sol se põe, escrevendo, a cada dia, mais um capítulo da história da humanidade com os olhos de quem já viu tudo o que se passou ali naquelas terras, hoje áridas, da antiga Pérsia.

Escrito por

Nascida na capital federal, morei nos EUA, Itália e atualmente me encontro no país mais populoso do mundo. Isso mesmo, estou morando na China, mais precisamente na cidade de Hefei. Sinta-se a vontade para procurar essa pequena cidade (para os parâmetros chineses) de mais de 7 milhões de habitantes no mapa. Sou formada em Física pela Universidade de Brasília e PhD em astrofísica pela universidade de Roma. Sempre ávida por dividir conhecimento, não somente no campo das ciências, mas também as minhas experiências pessoais , preferências literárias, etc. O leque é muito grande, então por simplicidade, digamos que gosto de debater sobre tudo e sobre nada, sobre qualquer coisa der na telha.

4 comentários em “Um pouco de história: Persépolis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s